Uploaded with ImageShack.us

Que férias! Ceará terra da Gente!!!

Que férias! Ceará terra da Gente!!!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

CARTA PRA DONA TONIA




Texto de meu irmão Orestes Albuquerque.
Um poeta sublime em seus versos, por ser simples como é em sua vida.
A você meu mano querido, minhas lágrimas em agradecimentos por tão singela homenagem que diz da força de minha mana Salete tal qual foi a "Nossa Mãe!"
Beijos de amor e carinho de seus manos que te amam.
A mana:Goretti Albuquerque


CARTA PRA DONA TONIA

Dona Tonia, saudações!!

Desculpe-me o longo tempo sem notícias, nem fui na sua despedida, é que ando meio esquecido, e mais o tempo que anda agora muito mais ligeiro, a ponto de me tornar avô, assim sem mais nem menos, imagina, aquele menino de Aningas, aliás, a sua filha do meio, está escrevendo poesias. A mais velha já é Escritora, e das boas, o menino mais velho, se interessa por música, até fez uma canção que lhe retrata muito bem. A outra, a segunda, trabalha fora e é a mais inteligente, que bênção! Quero lhe contar que estive na casa da sua filha caçula, que me recebeu com aquele sorriso de menina, que nunca lhe acaba. Tava com um dos olhos remelado, acho que caiu um cisco, foi o que pensei, pela simplicidade como tratou, da cirurgia que lhe custou a tampa do olho. Ainda guarda a inocência e pureza de menina, parece que não se importa de carregar peso maior do que merece. Nunca lhe vi reclamar, choramingar, se mal-dizer. Não sei de onde tira tanta força, nunca vi tanta fé! Uma risada, outra risada, e eu ali, encabulado com sua coragem! Uma hora, olhei bem nos seus olhos e vi. Você estava ali, bem nos olhos dela, na sua fala, na sua força. Me senti pequeno, me senti o cisco do seu olho( ) desculpe se molhei o papel, mas é que me lembrei do quanto Você foi inabalável!Nada lhe derrubava .....continuando,
voltei de lá com o coração pelo meio de saudades, porque lhe fiz uma visita sem querer!!!


DONA VALENTIA

Valentia, era seu nome
Pé rachado de chinelos
Rocha que quebra martelos
Passava pito na fome
Coragem maior que homem
Dorso largo de trabalho
Bota peito no retalho
Faz a roupa de quem fica
Esquece da moça rica
Que povoava seu sonho
Roubado porvir risonho
Se viu no redemoinho
Não era qualquer ventinho
Que metia medo nela
Tira vida da goela
Como faz o albatroz
Escorreu dentro de nós
Sua luta grandiosa
Não fosse tão corajosa
Seria coragem e meia
Pôs-se a tecer sua teia
Alinhavar nos rebentos
Expôs entranhas ao vento
Enclausurou sua alma
A perfurar sua palma
Com as agulhas do mundo
Desejo no poço fundo
Pra nunca mais ir buscar
Gastou a vida sem par
Interna, resignada
Até o fim da jornada
Colada nas suas crias
Já com as palmas macias
Com o dorso aliviado
Agora papéis trocados
Sob os olhos de Maria
Morre Dona Valentia
No leito que merecia
Rodeada de cuidados!!!

Por seu filho: Orestes Albuquerque

8 comentários:

  1. Querida amiga,quanta emoção!!!
    Quanto amor ainda existe hoje em dia em sua família coisa rara sabia?
    Bjssssssssss
    Adoro vc viu!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Hoje parece ser meu dia de emoções fortes em família. Que coisa linda, Goretti! Parabéns a esta sua linda família e parabéns pelo talento de todos. Pelo visto é uma família repleta de almas cheias de dons. Muito bom mesmo! Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Goretti,

    Super emocionante!! Arrepiei de tão lindo...

    Beijo imenso, menina querida.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  4. Olá querida

    Muito obrigada pela visita linda lá no meu cantinho.

    E para adicionar o projeto “Pessoas Desaparecidas” aqui no seu blog acesse:

    http://nicholasgimenes.com.br/2007/10/projeto-pessoas-desaparecidas.html

    Tem tudo explicado. É só seguir as informações.

    Sigo-te!

    Bjuxxxx e xerooo

    ResponderExcluir
  5. Você é um encanto, Goretti.

    Outro beijo.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  6. Tocante e arrepiante.Linda carta e lindas declarações!beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. muito bom o que escreveu, adorei

    Convido para conhecer meu blog das coisas que eu crio

    www.ronaldoescrevendo.blogspot.com

    e de uma amiga de sala que também escreve

    www.tamisene.blogspot.com

    bjsss

    ResponderExcluir
  8. .

    Éh, poucas mordaças me calam, mas
    desta vez eu fiquei como ficou Aurélio
    quando terminou o seu trabalho com o
    dicionário: "ESTOU SEM PALAVRAS".

    silvioafonso.





    .

    ResponderExcluir

Benvindos ao meu kantinho!!!

Piu Piu pra você!

Piu Piu pra você!