Uploaded with ImageShack.us

Que férias! Ceará terra da Gente!!!

Que férias! Ceará terra da Gente!!!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Sou meus Impulsos





De azul e branco faço o meu ninho
Para acalanto do amor primeiro
Quem sabe um dia um belo passarinho
Trás o recado do meu timoneiro.

Sou viajante de um planeta mágico
Conjugo paz amor em um sorriso
Sempre farei meu mundo intergaláctico
Cheio de amor e meu olhar em riso.

Que a brisa doce que me roça a boca
Possa também tocar meu coração
Vivo feliz sendo sensata e louca
Assim sou livre feito uma canção.

Desejos loucos de uma vida plena
Carrego caixas cheias de emoção
Porque assim a vida vale a pena
Adrenalina em forma de oração.

Vidas se cruzam em um olhar somente
Em um segundo trás nosso destino
Mas falta pulso no incoerente
Perde-se a chance por um desatino.

Razão não é a marca registrada
Dos corações ardentes dos amantes
Trocam o percurso vão por outra estrada
Onde o crepúsculo é feito diamantes.

Chamas de vidas que se entrelaçam
Jamais se apagam ainda que distante
Depois da vida lá no Céu se enlaçam
Viram estrelinhas, brilham a todo instante.

Algo me fez lembrar como é bonito
Olhar sorrindo para o semelhante
Por onde passo deixo um riso escrito
Quero por fim que lembrem meu semblante.

6 comentários:

  1. Minha querida amiga e poetisa Goretti, não tenho palavras para agradecer o quanto você´, com suas palavras de incentivo, tem ajudado a fortalecer a união, o amor pelas artes-poeticas. você será sempre bem vinda ao CLIP e qualquer outro Blog que administramos, agradecemos também a sua permissão para levar seus lindo poemas para nosso Centro Literário.
    muito sucesso e Deus lhe pague.
    Mara Bombo - Adiemus

    ResponderExcluir
  2. Goretti, sempre reluzentes suas palavras, uma lufada de esperança, de bem querer, a esperança que se renova, o sorriso para as manhãs...
    Abraço poético!

    ResponderExcluir
  3. Goretti, esse poema tem o ritmo e a musicalidade de um soneto. Mas isso é irrelevante diante da beleza e a leveza dos seus versos. Dizia o Quintana que um bom poema a gente não lê, ele é que lê a gente. Foi o que senti aqui. Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. E é bom quando somos lembrados por nossa alegria e solidariedade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Sou fã desse sorriso amiga,de seus poemas.
    Basta olhar sua foto que ilumina o dia a dia.
    Bjs no coração Miguxa!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do "Entre Aspas". Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


    Abraços

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Benvindos ao meu kantinho!!!

Piu Piu pra você!

Piu Piu pra você!